Google+ Badge

Cemitério dos livros lidos...

Cemitério dos livros lidos...

Introdução ao Blogue

Porque muita gente associa "cemitério" a algo triste, quero desde já tirar essa ideia em relação a este blog ;) A ideia deste blog é simplesmente arrumar num cantinho especial e cuidado todos os livros que leio, afinal não é isso que fazemos com as pessoas das quais temos que dizer adeus? E por achar que todos eles são especiais e não nos aparecem na vida por acaso... já alguma vez ouviram um livro chamar-vos para a leitura? ;) Não? Então estejam atentos e vão ver como não o escolhem ou apareceu nas vossas mãos por acaso...;)

E sendo a vida no fundo um livro em branco, escrito por nós todos os dias, lembrei-me de "porque não ter um espaço de conversas entre livros sem ser sobre livros", onde possamos falar da actualidade, pensamentos, filhos, dúvidas, receios e partilhas? Ainda mais tendo em conta que sou uma portuguesa de gema, a viver em Buenos Aires... com uma filha pequena, que entende os pais em português, mas se expressa em "portenho"!!! :S lol

E já agora, porque não falarmos e deixarmos entrar um pouco também a minha profissão?... Nutricionista!;) São novas ideias para o ano de 2015 e penso sempre, se é para sonhar que seja em grande! ;)

E quem queira deixar um ou vários livros aqui basta seguir o que está escrito um pouco mais abaixo, do lado esquerdo! ;)

Espero que regressem várias vezes a esta divisão da net! ;)
Boas leituras! :)

Regras do Cemitério...

Eu respondo sempre aos vossos comentários, por isso se não tiver comentário de resposta... é porque ainda não li!;)

Toca a enviar livros ou então entrar apenas para conversar!!;) Vamos fazer deste cemitério um espaço cheio de vida!!;)

terça-feira, 7 de maio de 2013

Livro Nº5: Uma Casa na Irlanda - Maeve Binchy

Enviado por Ana Paula Cardoso...;)

(Foto tirada do google imagens)

Sinopse e palavras de quem enviou o livro:

"Vou deixar um livro que eu gostei muito:"Uma casa na Irlanda"! A autora, Maeve Binchy era irlandesa e faleceu no ano passado, tendo deixado uma vasta obra. Infelizmente,são poucos os livros traduzidos para a nossa língua! Tive conhecimento desta autora através do Circulo de Leitores. Aqui vai a sinopse: Ria e Marilyn não se conhecem e vivem separadas pelo oceano Atlântico; uma numa grande e acolhedora casa vitoriana em Dublin, a outra numa casa moderna em Nova Inglaterra. A vida de Ria centra-se na sua família e amigos, enquanto a de Marilyn se deve a muito sofrimento. Quando uma delas precisa de sair do ambiente que as rodeia, uma troca de casas parece ser a solução ideal...
O que me fascinou neste livro, foi a riqueza dos personagens!( aliás é uma constante nas obras de Maeve) Sei que também é um dos livros preferidos da autora deste blog!"

"Sogrinha" :) como já lhe disse, esperava em silêncio que colocasse este livro aqui, primeiro por não o ter, altura em que estava a iniciar o meu ritual de leitura e como tal ainda conseguia ler livros emprestados...:S Pode parecer muito mau escrever isto, mas desde ontem com a partilha do livro "Bibliotecas Cheias de Fantasmas" que fiquei um pouco mais "descansada" com este meu sentimento de posse dos livros... devo ser uma "bibliófila" e não sabia!! :S Preciso de ter comigo os livros que leio, desenvolvi isto com o meu ritual de leitura, pois seria impensável escrever num livro que não era meu, certo?... Mas dizia eu, em segundo lugar, por ter sido emprestado por si e assim dar-me a conhecer uma das minhas escritoras favoritas!:) Este é um dos meu livros favoritos... guardo a história comigo até hoje, de uma maneira tão forte que mais parece que se passou com uma amiga de verdade... A escrita desta escritora tinha / tem (porque os livros são eternos ;) ) um toque humano muito caraterístico e especial..."muito humano"! 
Recomendo este livro vivamente, e aliás já ofereci a algumas pessoas e tudo!:)

Boas Leituras! :)

2 comentários:

  1. Opá focaste um aspecto importante... livros nossos / emprestados.
    Antigamente tb achava que os livros que eu lia tinham de ser "meus", era impensável ler um livro emprestado, porque tinha um sentimento de posse / adoração gigante.
    Hoje, embora o sentimento permaneça, sinto que os livros devem ser passados, partilhados, ir de mão em mão e gosto de imaginar o mesmo livro a ser lido por muita gente diferente. Acho que faz mais sentido do que possuir um livro (coisa que tanto gosto, atenção) e reduzi-lo à minha leitura e à minha estante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho lido muito sobre a "necessidade de partilhar os livros que gostámos" e felizmente já fui "vítima" dessa oferta, mas não o consigo fazer...:S lol Gosto de olhar as minhas estantes e vê-los lá, olhar e sentir exatamente, ou recordar, em que fase da minha vida estava no momento que o li... Agora já me aconteceu ler um livro e achar que determinada pessoa ia gostar ou que lhe faria bem ler, e ofereço ou recomendo. E atenção, adoro emprestar os meus livros, não tenho problemas nenhuns e gosto que façam essa "viagem", mas já o contrário... ah! Mas claro que será escusado dizer que não entrego a qualquer pessoa... apenas a quem tenho confiança!:P E mais uma vez fez-me recordar uma passagem de "A Sombra do Vento"!!;)
      Beijocas

      Eliminar